segunda-feira, 1 de junho de 2009

Thomas Hampson


Soberbo.
Thomas Hampson “explicou” a razão, se é que precisava, pela qual é considerado um dos grandes barítonos da Ópera.
Voz segura, perfeita adequação a cada tema, demonstrando uma capacidade de representação notável.
E ainda um pequeno (grande) pormenor: pedir desculpa por ter cancelado um recital há tempos atrás….revela a humildade de um grande cantor.
E Senhor.

A temporada de Canto na Gulbenkian fechou com “chave de ouro”.

3 comentários:

Paula Nunes Lima disse...

Boa tarde,
Embora não o tenhamos visto ao vivo, é um dos favoritos lá de casa. Pode-se sempre apreciar a variedade do seu reportório, através do nosso canal de música favorito.
A tentarmos não perder numa próxima oportunidade!!
Cumprimentos cinéfilos
Paula e Rui Lima

geocrusoe disse...

conheço-o no MacBeth de Verdi, não sabia que aí tinha estado.

Eduarda disse...

Além da voz,o olhar também é «seguro e perfeito».
Abraço

Locations of visitors to this page