sábado, 4 de agosto de 2007

Giovanni Martinelli


Um fenómeno.
Uma voz de tenor portentosa, uma longevidade como cantor quese inédita.
Martinelli nasceu em Padua em 1885, e estreou-se em Milão em 1910 no “Stabat Mater” de Rossini. Pouco depois, Puccini escolhe-o para a “Fanciulla del West” em Roma.
Não era vulgar, muito menos naquela época, um cantor europeu ser convidado a fixar-se nos Estados Unidos, no MET. Mas foi o que aconteceu, e Martinelli cantou neste “santuário” da Ópera de 1913 até 1945! E só raramente apareceu nos palcos europeus.
E aos 82 anos… ainda cantou o “Imperador” da “Turandot”!
É difícil destacar alguns dos papéis que interpretou, tal a qualidade de todos.
Um tenor sublime, como se pode comprovar através das gravações que nos chegaram.

1 comentário:

geocrusoe disse...

É assim a vida, ligamo-nos aos que estão nos píncaros do sucesso no presente e esquecemos-nos dos do passado... tão bons ou melhores que muitos dos bons actuais. Outra voz maravilhosa do passado que eu desconhecia.

Locations of visitors to this page