quarta-feira, 6 de junho de 2007

Astrid Varnay


Astrid Varnay, de seu nome completo Ibolyka Astrid Maria Varnay (1918-2006) foi um soprano sueco (apesar dos pais serem húngaros) de indiscutível qualidade, célebre, entre outros fabulosos papéis, pela sua interpretação de “Elektra” com Karajan em 1964.
Mas o mundo da Ópera quase perdia esta voz maravilhosa para um qualquer escritório, pois não acreditando nas suas qualidades vocais, Varnay estudou dactilografia, e queria mesmo ser secretária. Foi a mãe, também ela antiga cantora, quem “deu a volta” ao destino, e aos 22 anos, vai prestar provas ao MET ( a família havia emigrado para os EUA em 1924), sendo contratada por um período de 3 anos. Ao ter de substituir a enorme Lotte Lehman na Sieglinde ( “Die Walkure”), fê-lo com tal categoria que a crítica ficou esfusiante e começou também a sua brilhantíssima carreira como cantora “wagneriana”, em “Lohengrin”, “Tannhauser”, “Tristan und Isolde”, “Die Meistersinger von Nurnberg”.
Wagner e Strauss serão sempre os seus compositores favoritos.
A sua carreira ficou dividida entre o MET e as grandes salas europeias, mas sempre com o repertório destes dois compositores.E para espanto de muitos, Astrid Varnay canta, em 1995, com 77 anos a Nurse (Boris Godunov) em Munique.
Vamos ouvi-la no "Navio Fantasma".

4 comentários:

geocrusoe disse...

Não sou perito em música, muito menos em canto, mas isso não me impede de adorar Wagner e de ter gostado do que ouvi... e como tecnicamentenão consigo comentar... apenas fica uma palavra para a voz desta Senta "Linda"

Anónimo disse...

Ainda há uns poucos anos tendo sido entrevistada pela revista Gramophone e tendo-lhe sido perguntado quem era o seu modelo de referência interpretativo a resposta foi "Kirsten Flagstad" .
Raul

Anónimo disse...

Eu ia quase apostar que a Varnay era noroeguesa e não sueca.
Raul

José Quintela Soares disse...

Não, caro Raul, a Varnay nasceu em Estocolmo. A 25 de Abril.

Locations of visitors to this page