sábado, 5 de janeiro de 2008

Galina Vishnevskaya

No seio das divas russas, o soprano Galina Vishnevskaya (nasceu em 1926) ocupa posição de destaque.
Tudo começou com interpretações de opereta, em 1944, e com a vitória, no ano seguinte, num concurso organizado pelo Bolshoi, onde cantou “O Patria Mia” da “Aida”. Integrou desde então a companhia desse famoso teatro.
E só se estreia no MET em 1961, exactamente na “Aida” e em 1962 em Londres com a mesma ópera. O La Scala esperaria até 1964 para a ver na “Liù” de “Turandot”, num elenco de luxo com Birgit Nilsson e Franco Corelli.
Casada com o violoncelista e chefe de orquestra Mstislav Rostropovich, deixaram a União Soviética em 1974, vivendo quer em Nova York quer em Paris.
Vishnevskaya despediu-se dos palcos em 1982 como “Tatyana” do “Eugene Onegin”, voltando a Moscovo e aí inaugurando o “Centro de Ópera Galina Vishnevskaya”.
E se tiverem oportunidade, vejam o filme “Alexandra”, do realizador Sokourov, de 2007, onde o grande soprano, com mais de 80 anos, interpreta uma fabulosa “avó”.
Ouçam qualquer gravação dela.
É fantástica.


2 comentários:

geocrusoe disse...

É por revelar jóias deste calibre que eu gosto tanto de espreitar este blog. Não conhecia nem a voz, nem o nome, mas já fiz outras explorações na net para confirmar a clareza e o brilho, é na verdade fantástica e isso mostra que no mundo do canto lírico ainda tenho muito por descobrir, o que só me incentiva a explorar o reino da Opera e o Opera per Tutti.

geocrusoe disse...

Um pormenor a mais, claro que a qualidade do marido já eu conhecia, mas sobre ele não vale a pena discutir neste post.

Locations of visitors to this page