quinta-feira, 23 de abril de 2009

Fórum Europeu da Ópera

Realizou-se há poucos dias no Liceo de Barcelona o “Fórum Europeu da Ópera”, sem que qualquer eco tivesse chegado a Portugal, pelo menos à Imprensa do país, o que não se estranha… A verdade é que na cidade catalã estiveram mais de meia centena de reputados directores, para debater o espectáculo e o que se adivinha nos tempos que aí vêm.
“A Ópera é, hoje, mais popular que nunca”, afirmou Brian McMaster, antigo director do Festival de Edimburgo, regozijando-se pelo facto de a Ópera ter deixado de ser um espectáculo elitista, ou como tal considerado.
Tony Hall, da Royal Opera House, considerou que agora o público pode assistir a óperas sem ir ao teatro, e já não apenas com as gravações áudio e vídeo que tiver em casa. A passagem da lírica para os ecrans dos teatros, em transmissões directas, aumentou drasticamente o número de espectadores, e consequentemente, o potencial de desenvolvimento da Ópera. Por outro lado, a Internet funcionou como autêntica explosão, neste movimento já por si fantástico.
Mas Mortier, futuro director do Teatro Real de Madrid, alerta para a necessidade de levar o público aos teatros de ópera, porque “a relação entre os cantores e o público é insubstituível. A tecnologia é importante, mas não devemos esquecer de que é um meio, não um fim em si mesmo”.
E Joan Matabosch, director do Liceo, defende que “a tendência actual é renovar os repertórios, que as grandes óperas do século XX façam parte deles, e que a novidade seja a nova ópera, de novos compositores”.
Debate aceso e interessante.
Polémico, com muitos pontos a dividir os oradores.
Discussão que não chegou a Portugal.

Fonte: “El País”

2 comentários:

geocrusoe disse...

provavelmente também não chegou lá qualquer eco de portugal...
pelo menos no campo da ópera voltámos ao orgulhosamente sós... e cada vez mais pobretanas, como sempre acontece com este tipo de postura.

Hugo Santos disse...

Em Portugal, estes assuntos não são dignos de relevo. Outros valores se levantam...

Locations of visitors to this page